Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
o que e uma landing page para que serve
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O que é uma Landing Page? Para que Serve?

No marketing digital, uma landing page é uma página da web independente, criada especificamente para uma campanha de marketing ou publicidade. É onde um visitante “chega” após clicar em um link em um e-mail ou em anúncios do Google, Bing, YouTube, Facebook, Instagram, Twitter ou locais semelhantes na web.

Ao contrário dos sites institucionais, que normalmente têm muitos objetivos e incentivam a exploração, as landing pages são projetadas com um único foco ou objetivo, conhecido como call to action (ou CTA, para abreviar).

É esse foco que torna a landing page a melhor opção para aumentar as taxas de conversão de suas campanhas de marketing e reduzir o custo de aquisição de um lead ou venda.

É aqui que as landing pages podem se encaixar em seu funil de marketing:

Funil de marketing com landing page

Como você pode ver, a landing page aparece depois que os clientes em potencial na parte superior do funil clicam em um link em um anúncio, e-mail ou em qualquer outro lugar da web. É onde a conversão (como uma compra, inscrição ou registro) pode ocorrer.

Ok, mas não pode qualquer página ser uma landing page?

Pequeno gafanhoto, tecnicamente sim. Esse termo é usado dessa forma no Google Ads e no Analytics, por exemplo. Mas nem todas as landing pages são iguais. Na Onblue Digital, usamos o termo “landing page” para descrever uma página específica da campanha com apenas um único objetivo de ação e sem navegação no site.

A principal diferença entre uma página inicial e uma landing page (ou, por que as landing pages são tão boas na conversão)

Abaixo, temos uma página inicial e uma landing page dispostas lado a lado. Viu como a página inicial tem vários links e a landing page apenas um? Isso é bastante típico.

o que é uma landing page

Enquanto a página inicial tenha dezenas de distrações em potencial – você pode basicamente chamá-los de “vazamentos” em vez de links – a landing page é super focada. Ter menos links em sua landing page aumenta as conversões, pois há menos cliques atraentes que desviarão os visitantes da frase de chamariz. É por isso que os profissionais de marketing sempre usam uma landing page dedicada como destino de seu tráfego.

Obviamente, a página inicial está incrível. Ela mostra a marca, permite que as pessoas explorem uma gama de produtos e oferece informações adicionais sobre a empresa e seus valores. A partir daqui, um visitante pode ir a qualquer lugar – candidatar-se a uma vaga de emprego, ler alguns artigos no blog, revisar os termos de serviço, etc.

Mas eles não necessariamente farão uma compra. E esse é o ponto.

Essa landing page tem um propósito completamente diferente. Combinado com anúncios super sofisticados que promovem uma única oferta, tudo sobre isso funciona muito para transformar esses visitantes em clientes. Ela está fazendo um trabalho melhor para converter o tráfego que a marca já está obtendo. Esse é o poder das landing pages!

Por que não pagar apenas para aumentar meu tráfego em meu site?

Exibir anúncios ou campanhas de e-mail fica caro e a otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) pode levar muito tempo. Ao usar landing pages, você converterá mais de seus visitantes existentes e ampliará ainda mais os recursos, ou seja com a mesma verba você obtém mais resultados.

Tipos de Landing Page

Você verá muitas variações por aí, dependendo das especificidades do negócio, mas na verdade existem dois tipos de landing page arquetípicas (definidas por seus objetivos):

Diferença entre a landing page de lead e de venda

Landing page para geração de leads: também chamadas de páginas de “geração de leads” ou de “captura de leads”, usam um formulário como objetivo único. Esse formulário quase sempre coleta dados de leads, como nomes e endereços de e-mail dos visitantes.

Os comerciantes B2B e as empresas que vendem itens caros usam esse tipo de landing page para criar uma lista de clientes em potencial. Às vezes, eles oferecem algo gratuito, como um e-book ou webinar, em troca de informações de contato (iscas digitais). As marcas de comércio eletrônico também podem usar essas páginas para criar listas ou oferecer frete grátis, ou ofertas especiais.

Landing page de vendas: frequentemente usada por profissionais de marketing de comércio eletrônico e SaaS (software como serviço), as páginas de vendas vão direto para vendas ou assinatura. Normalmente, elas têm um botão simples com a chamada para ação que envia o visitante para o checkout (como a loja de aplicativos) ou conclusão de uma transação.

Você pode estar se perguntando, ta eu vi uma empresa que o site é apenas uma página, então esse tipo de site também é uma landing page?

Certo, neste caso esse tipo de site nós chamamos de one-page, é o mesmo conceito de um site institucional, porém tudo é composto em apenas uma página.

Direcionando Tráfego Para Landing Page

Você precisará direcionar tráfego para o seu funil de marketing para que sua landing page funcione. Felizmente, você tem muitas opções. Vamos explorar algumas das fontes mais comuns de tráfego para as landing pages.

Tráfego Pago PPC

A maioria dos mecanismos de pesquisa inclui publicidade paga. Quando alguém procura algo (por exemplo, “marketing digital”), esses anúncios aparecem claramente marcados – mas não marcados com muita clareza – nos resultados da pesquisa. Aqui está um exemplo típico do Google:

Performance em Marketing Digital, solicite um orçamento

Diferente dos outros resultados na pesquisa, os anúncios pay-per-click (PPC) são preparados e pagos por profissionais de marketing. Alguém que clica ficará impressionado com seu texto encantador (e, às vezes, com seus visuais). E provavelmente você os segmentou com base em seus termos de pesquisa, dados demográficos ou interesses revelados por seu histórico de navegação.

Crucialmente, quando você cria um anúncio, você escolhe para onde o link leva o seu visitante. Sim, você pode optar por enviá-los para sua página inicial. Mas, como exploraremos abaixo, é muito melhor criar uma landing page autônoma que corresponda ao texto do seu anúncio e ofereça uma chamada para ação clara.

Tráfego Pago nas Redes Sociais

Exibir anúncios nas redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter ou LinkedIn é uma maneira incrível de atingir pessoas e comunidades que estarão particularmente interessadas em sua marca, independentemente de já estarem no mercado.

Ao invés de anunciar para pessoas procurando por “escritório de contabilidade”, você pode anunciar para pessoas com interesse em “negócios” à sua lista de interesses na segmentação dos conjuntos de anúncio no Facebook Ads. A beleza disso é que você pode se conectar com os clientes antes que eles comecem a procurar seu produto – ou antes de quererem!

Além de oferecer recursos avançados de segmentação, cada canal social tem suas próprias características. O Instagram, por exemplo, funciona bem para marcas de produtos e estilos de vida com forte apelo visual. Por outro lado, os anunciantes B2B preferem usar o LinkedIn para alcançar profissionais que trabalham em setores específicos.

Campanhas de Email Marketing

O e-mail é frequentemente apontado como o canal de marketing mais eficaz por causa de seu enorme alcance (e baixo custo) em comparação com outras plataformas. Um estudo de 2018 do Radicati Group projeta que haverá 4,2 bilhões de usuários de e-mail até 2022. Isso é mais da metade do planeta!

Uma combinação poderosa de e-mails e landing pages pode ser usados tanto para nutrir relacionamentos existentes com clientes quanto para adquirir novos. Após construir uma lista de contatos, seu e-mail cuidadosamente elaborado permite que você atraia os leitores com sua oferta, enquanto a landing page fornece os detalhes e direciona os visitantes para uma CTA.

Tráfego de Pesquisas Orgânicas

O termo “tráfego orgânico” refere-se a qualquer visitante que venha de uma fonte gratuita – como a metade inferior dos resultados de pesquisa do Google ou Bing (SERPs). Ao criar conteúdo atraente e legitimamente útil em seu site ou landing pages, você pode garantir que sua empresa apareça com mais frequência em pesquisas relacionadas. Quanto mais alta for sua classificação de conteúdo, melhor.

Chamar isso de “tráfego não pago” é um pouco enganoso, no entanto. Isso não significa que não haja tempo e dinheiro investidos na classificação. (Se ao menos!) Há um campo inteiro de profissionais dedicados a espremer o máximo possível de tráfego orgânico do Google por meio de um equilíbrio de estratégias cuidadosas, know-how técnico e criação de conteúdo brilhante. Isso é otimização de mecanismo de pesquisa (SEO) em poucas palavras. (Leia mais sobre SEO aqui.)

Existem outros canais em que as páginas de destino funcionam?

Você pode veicular anúncios nativos durante um podcast, por exemplo, ou criar questionários interativos, ou veicular anúncios impressos tradicionais com QR code. Não importa como você preenche o topo do funil, uma landing page o ajudará a aproveitar ao máximo.

Você acha que uma landing page pode ajudar nas suas campanhas de marketing? Precisa de ajuda para criar uma landing page ou implementa-la? Então fale conosco que podemos te ajudar!

Tem algo a acrescentar? Deixe nos comentários logo abaixo!

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba novidades, artigos e dicas valiosas para ter sucesso nos seus negócios.

Leia Mais

Como Anunciar no YouTube Guia Completo_como-criar-anuncios-para-ecommerce-no-facebook
Links Patrocinados
Como Anunciar no YouTube – Guia Completo [2021]

Se você está decidindo como alocar seu orçamento de anúncio em vídeo, o YouTube tem amplo alcance e recursos poderosos de segmentação que o tornam uma plataforma inegavelmente valiosa em toda a jornada do cliente. Veja aqui como anunciar no YouTube.

Leia Mais »
Compartilhe esse Artigo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp