Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Banco Central Aprova Pagamentos via WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

BACEN Autoriza Pagamentos via WhatsApp

O Banco Central do Brasil (BACEN) informou na última terça-feira de março (30/03) que havia concedido autorização para implantação de procedimentos de pagamento vinculados ao WhatsApp. Desta forma, o aplicativo de mensagens instantâneas pode ser usado para transferências de dinheiro e fazer pagamentos entre seus usuários (sejam pessoas físicas ou jurídicas). Esta aprovação é válida para transações envolvendo as empresas brasileiras Visa e Mastercard.

“A partir das autorizações concedidas, a decisão por iniciar as operações está a cargo das empresas envolvidas”, afirmou o Banco Central em comunicado enviado ao InfoMoney. Mas vale lembrar que o serviço ainda não está disponível, segundo nota do próprio WhatsApp também enviada ao InfoMoney.

“Recebemos com muita satisfação a decisão de hoje do Banco Central sobre a aprovação do nosso pedido de licença como iniciador de pagamentos, e estamos empenhados nos preparativos finais para disponibilizar esta funcionalidade do WhatsApp no Brasil assim que possível. Agora, mais do que nunca, pagamentos digitais seguros e convenientes oferecem uma solução vital para transferir dinheiro rapidamente para pessoas que necessitam e auxiliar empresas em sua recuperação econômica. Compartilharemos mais informações assim que a função de pagamentos estiver disponível no WhatsApp.”

A Funcionalidade de Pagamentos via WhatsApp

O WhatsApp se encaixa como um iniciador de pagamentos (PISP). Essa figura foi aprovada pelo BC dentro do Open Banking, conjunto de regras e tecnologias que permite o compartilhamento de dados e serviços de clientes entre instituições financeiras, por meio da integração de seus sistemas.

Com um iniciador de pagamento, caso agora do WhatsApp, será possível iniciar transações por canais que não necessariamente são o aplicativo ou o internet banking de um banco, por exemplo.

“O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”, informou o Banco Central no comunicado enviado ao InfoMoney. A autarquia ressaltou que as autorizações desta terça-feira não incluem pedidos para funcionamento do Facebook Pay, que seguem em análise no BC.

Veja o comunicado do Banco Central na íntegra:

O Banco Central do Brasil (BC) concedeu, terça-feira (30/03), autorização para o funcionamento:

1. de dois arranjos de pagamento classificados como abertos de transferência, de depósito e pré-pago, domésticos, instituídos pela Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. (Visa) e pela Mastercard Brasil Soluções de Pagamento Ltda. (Mastercard);
2. de uma instituição de pagamentos na modalidade Iniciador de Transações de Pagamentos pela Facebook Pagamentos do Brasil Ltda.

Esses arranjos e instituição de pagamentos têm relação com a implementação do programa de pagamentos vinculado ao serviço de mensagerio instantâneo do WhatsApp (Programa Facebook Pay). As autorizações permitem que ele seja utilizado para realizar a transferência de recursos entre seus usuários.

As autorizações de hoje não incluem os pleitos da Visa e da Mastercard para funcionamento dos arranjos de compra vinculados ao Programa Facebook Pay, que seguem em análise no BC.

O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos.

Deixe seu comentário sobre essa novidade, você acredita que essa funcionalidade vai de fato ajudar os usuários?

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba novidades, artigos e dicas valiosas para ter sucesso nos seus negócios.

Leia Mais

Como Anunciar no YouTube Guia Completo_como-criar-anuncios-para-ecommerce-no-facebook
Links Patrocinados
Como Anunciar no YouTube – Guia Completo [2021]

Se você está decidindo como alocar seu orçamento de anúncio em vídeo, o YouTube tem amplo alcance e recursos poderosos de segmentação que o tornam uma plataforma inegavelmente valiosa em toda a jornada do cliente. Veja aqui como anunciar no YouTube.

Leia Mais »
Compartilhe esse Artigo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp