Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Boas Práticas de SEO on-page
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

8 Boas Práticas de SEO: Checklist SEO On-Page

Sabemos muito bem que para ter um bom ranqueamento nas pesquisas orgânicas dos mecanismos de pesquisa não é tão simples. Então resolvemos criar este artigo e compartilhar um checklist de boas práticas de SEO, para te ajudar a ranquear melhor teu website nas pesquisas do Google.

Abaixo estão oito dicas sobre as melhores práticas de SEO para otimização on-page. Vamos começar…

1. Tags de Títulos

Supondo que você já tenha feito sua pesquisa de palavras-chave, este é um dos fatores de SEO mais importantes na página.

A tag de título informa aos mecanismos de pesquisa do que se trata a página e que a página em seu site é relevante para aquela palavra-chave ou frase-chave. As tags de título devem ser exclusivas para cada página. Nos resultados da pesquisa, os mecanismos de pesquisa destacarão suas frases-chave se um usuário tiver pesquisado esses termos. Isso aumenta a visibilidade e a taxa de cliques.

Digamos que você esteja tentando se classificar para “Serviço de Criação de Sites”, sua tag de título pode ser assim:

Serviço de Criação de Sites | Onblue Digital

Boas Práticas:

  • Sua tag de título deve ser escrita assim: Palavra-chave primária – Palavra-chave secundária | Marca
  • Use um traço entre as palavras-chave e uma barra vertical no final antes do nome da sua marca
  • Evite tags de título duplicadas
  • Mantenha as tags de título com 55 caracteres ou menos, incluindo espaços. Se você estiver interessado em aprender mais sobre as novas diretrizes de tags de título.

Exemplo de uma tag de título em um navegador:

Serviço de Criação de Site na Onblue Digital

Exemplo de uma tag de título nos resultados de busca:

Serviço de Criação de Sites nas Buscas do Google

2. Meta Description

As metas descriptions, embora não sejam tão importantes nas classificações do mecanismo de pesquisa, são extremamente importantes para fazer com que os usuários cliquem no seu site através da página de resultados do mecanismo de pesquisa (SERP). As metas descriptions devem usar palavras-chave com sabedoria, mas o mais importante, elas devem incluir uma descrição atraente na qual o usuário queira clicar.

Assim como as tags de título, os SERPs destacam as palavras-chave que o usuário pesquisou, aumentando a probabilidade de o usuário clicar no seu site.

Boas Práticas:

  • Escreva descrições meta atraentes;
  • 150 a 160 caracteres é o comprimento recomendado;
  • Evite meta descriptions duplicadas;
  • Não use aspas ou quaisquer caracteres não alfabéticos (Google, os corta da meta descrição)

Exemplo de uma meta description nos resultados de busca:

Assessoria de Marketing Digital Onblue Digital

3. Conteúdo com frases de palavras-chave direcionadas

Seu conteúdo é a chave do seu site. Com todas as atualizações do Google Panda, é extremamente importante que seu conteúdo seja único e relevante. Se você tiver várias páginas com o mesmo conteúdo (ou se tiver seu conteúdo em sites de outras pessoas), você correrá o risco de ser penalizado pelo Google e suas classificações de pesquisa serão prejudicadas.

Queremos manter o Google feliz, portanto, mantenha seu conteúdo exclusivo.

Boas Práticas:

  • Crie o conteúdo extremamente relevante para a frase de palavra-chave;
  • Use a frase de palavra-chave 4 vezes no seu conteúdo (não exagere);
  • Inclua links de outras páginas do seu site que direcionam para esta página (consulte os links internos) Evite meta descriptions duplicadas;
  • Crie um conteúdo exclusivo para cada meio (comunicados de imprensa, blogs, posts de blogs de convidados, etc …). Se você enviar postar um novo conteúdo, não copie e cole esse conteúdo no seu próprio site. Se for pego em várias publicações, os motores de busca vão ver que você tem conteúdo duplicado e seu ranqueamento será afetado por isso, evite duplicar conteúdo.

4. Tags de cabeçalho e frases de palavras-chave

Uma tag de cabeçalho, também conhecida como tag H1, é muito parecida com a linha de assunto de sua página da web. Você só deve usar sua frase de palavra-chave uma vez na tag H1. Isso deve ser incluído em uma página para a qual você está tentando direcionar tráfego exclusivo. Você também pode usar tags H2 (segundo cabeçalho) se houver várias seções.

Boas Práticas:

  • Use sua frase de palavra-chave uma vez na tag H1
  • Use tags H1 nas páginas para as quais você está tentando direcionar tráfego exclusivo (página SEO)
  • Use tags H2 se houver várias seções

Exemplo de uma tag h1 bem otimizada para ‘Google Ads Para Empresas Locais‘:

Google Ads Para Empresas Locais

5. Link de página interna com texto âncora

O link interno refere-se a um link em uma página que aponta para outra página no mesmo site. A vinculação interna é importante porque ajuda a fortalecer essas palavras-chave internamente para essas páginas, permite que os usuários (e os robôs dos mecanismos de pesquisa) naveguem pelo site e informa aos mecanismos de pesquisa que a página é relevante para aquela frase de palavra-chave.

Boas Práticas:

  • Ao criar um link para outra página no mesmo site a partir do conteúdo, selecione um bom texto âncora (palavras-chave) para usar no link real e faça isso com frequência. Por exemplo: “Oferecemos uma ampla gama de serviços de marketing digital”, em vez de “Clique aqui para ver nossos serviços”.
  • No exemplo acima, você vincularia “serviços de marketing digital” à sua página de serviços em vez de vincular “clique aqui”.

Exemplo de como usar texto âncora em seus links internos:

A Onblue Digital está aqui para orientá-lo

6. Tags ALT na imagem e nomes de arquivo

Uma alt tag é essencialmente o nome de uma imagem. Todas as imagens devem usar alt tags apropriadas. Não apenas as tags alt são boas para os mecanismos de pesquisa; elas também são boas para acessibilidade. Se alguém estiver usando um leitor de tela, poderá ouvir o que é essa imagem.

Você deve tentar incluir sua frase de palavra-chave no nome de sua imagem, se possível, mas não exagere. Os nomes dos arquivos de imagem também devem ser compatíveis com SEO. A pesquisa de imagens é muito mais usada do que você pensa, então o tráfego proveniente dela também é valioso.

Boas Práticas:

  • Nomeie todas as suas imagens de uma forma que descreva o que são;
  • Use travessões entre as palavras, em vez de sublinhados (seo-para-empresas.jpg em vez de marketing-digital.jpg);
  • Não use caracteres não alfa nos nomes de arquivo da sua imagem ou nas alt tags (portanto, não use %, &, $, etc …).

7. Torne o conteúdo fácil de ler

Este não é um fator enorme nas classificações dos mecanismos de pesquisa, mas ajudará seus usuários a examinar facilmente o seu conteúdo e encontrar as palavras-chave que procuram. Você deve usar negrito e marcadores para separar as palavras no texto, e isso informa aos mecanismos o que é importante na página. Não enlouqueça ou você acabará bagunçando sua página e irritando os usuários.

Boas Práticas:

  • Os parágrafos devem ter cerca de três frases. Frases extremamente longas perderão a atenção dos usuários;
  • Use marcadores e negrito para quebrar grandes blocos de conteúdo. Os usuários tendem a verificar o conteúdo em busca de palavras-chave;
  • Não abuse de marcadores e negrito.

Exemplo de conteúdo fácil de ler:

Boas práticas de SEO On-page

8. Meta palavras-chave

Meta palavras-chave costumavam ser populares no passado. No entanto, hoje em dia o Google (ou qualquer outro mecanismo de busca) não tem peso para palavras-chave meta, então vá em frente e pule isso.

Se deixamos passar alguma coisa, ou se você tem algo a acrescentar, adoraríamos ouvir seus comentários abaixo!

Junte-se aos nossos leitores inteligentes e receba novidades, artigos e dicas valiosas para ter sucesso nos seus negócios.

Leia Mais

Como Anunciar no YouTube Guia Completo_como-criar-anuncios-para-ecommerce-no-facebook
Links Patrocinados
Como Anunciar no YouTube – Guia Completo [2021]

Se você está decidindo como alocar seu orçamento de anúncio em vídeo, o YouTube tem amplo alcance e recursos poderosos de segmentação que o tornam uma plataforma inegavelmente valiosa em toda a jornada do cliente. Veja aqui como anunciar no YouTube.

Leia Mais »
Compartilhe esse Artigo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp